top of page
Buscar
  • Foto do escritorNéktar Design

Foi tendência em 2023: O que podemos observar sobre o futuro do design olhando para trás?

Assunto muito debatido em épocas de fim de ano, a discussão sobre as próximas tendências revela um possível rumo de inovação nas preferências de consumo dos usuários. Por esse motivo, a área do design precisa estar sempre atenta aos sinais que indicam a aproximação de uma forte tendência para, dessa forma, se manter atualizada e ajustar-se às preferências do seu público a fim de impactá-lo.  

 

É a partir dessa necessidade que os estudos de tendência nos ajudam a refletir sobre contextos culturais, sociais, econômicos e políticos que influenciam o comportamento das pessoas enquanto indivíduos, mas também enquanto consumidores. 

 

No entanto, apesar de ser comum vermos mais estudos investigando a próxima novidade, olhar para trás também é uma forma de identificar os caminhos que tendem a marcar o mundo do design no futuro. Pensando nisso, separamos as principais tendências que se destacaram em 2023. 

 

Quer imergir nos estilos explorados pelos designers ao longo deste ano? Leia o conteúdo completo e descubra! 




Blobs


Começando por uma das tendências que você certamente deve ter visto por aí em pelo menos em algum estilo de card no Instagram ao longo do ano, vamos falar dele: os Blobs. 

 

Flexível, dinâmico e divertido, as formas ousadas como o Blob, um elemento de design caracterizado por formas orgânicas, se destacaram entre layouts de peças gráficas no on e no off. 

 

Dentre as possibilidades de aplicação, ele pode ser utilizado como um campo de cor para complementar e harmonizar o layout ou para mascarar uma foto ou ilustração de forma criativa. No entanto, cabe ao designer decidir de que forma ele pode surpreender e inovar com esse elemento. 




Doodle Art


Detalhes não são detalhes, eles fazem o design. 

- Charles Eames


Um estilo visual recorrente observado no design de branding e de embalagens foi a utilização de ilustrações orgânicas e fluidas. Esses elementos desenhados à mão trazem um toque de diversão, deixando o layout mais humano e alegre e criando uma conexão mais próxima do consumidor com a marca. Quando combinados com fontes autênticas e ousadas, os Doodles ajudam a criar experiências visuais chamativas e memoráveis. 





3D


Polêmicas à parte, com a evolução das ferramentas de arte baseadas em inteligência artificial e a relevância do metaverso, novas possibilidades de design combinando diversos estilos foram criadas. Com isso, elementos 3D de alta qualidade com renderizações realistas e imersivas ganharam destaque no último ano (e tudo indica que essa tendência tem tudo para continuar por um tempo). 

 

Basta acessar páginas com grandes referenciais de design para observar elementos 3D sendo utilizados desde logotipos até mesmo como apenas complemento, trazendo mais impacto visual, autenticidade e movimento. 

 

Comuns em marcas de tecnologia, os visuais 3D também são utilizados em outros setores, principalmente os que são destinados ao público jovem. Isso porque elementos como tipografia 3D, mockups de produtos e ambientes virtuais podem chamar a atenção e proporcionar uma experiência mais imersiva para os usuários. 





Gradientes


Os gradientes foram mais do que uma tendência no design em 2023: eles viraram febre! 

 

Basta você acessar qualquer site com apresentações de slides prontas, poderá perceber no mínimo 5 opções que utilizam os gradientes de formas diferentes, trazendo uma vibe diferente para cada estilo de projeto.

 

Com misturas irregulares e multicoloridas, os gradientes resultam em misturas únicas e expressas, incluídos em materiais que envolvem desde projetos até criação de apresentações criativas e dinâmicas, sendo facilmente combinados e aplicados de diversas formas. 





Anti-Branding


Buscando expressar autenticidade e identificação, o conceito anti-branding pode exalar uma sensação de contradição quando refletimos sobre o assunto e entendemos que o termo busca fortalecer uma marca através da estratégia de não apresentar um aspecto de marca.

 

É isso que o anti-branding busca: minimalista, aspiracional e focado no futuro, essa tendência geralmente trabalha com embalagens monocromáticas e busca chamar atenção pelo minimalismo de cores, textos e elementos, indo em direção oposta à ideia de chamar atenção pelo caminho da extravagância. 

 

O movimento ganhou força através da necessidade das marcas se destacarem no mercado pelo caminho da diferenciação. A partir dessa lógica, ideias que saem do padrão passaram a apresentar um posicionamento mais autêntico dentro do seu nicho, ganhando mais destaque e despertando conexões emocionais aos olhos do público.

 

Dando abertura a diversas discussões por seu viés complexo de compreender, apesar de apresentar um visual simples e supostamente sem grande elaboração por trás, esse estilo de design envolve o consumidor e tende a causar um impacto visual significativo.




Gostou de acompanhar o conteúdo até aqui? Esse foi um levantamento de movimentos que pudemos observar dentro do mundo dos designers ao longo de 2023.

 

Quais tendências marcantes você acredita que irão passar pelo design em 2024? Segundo Laurie Pressman, vice-presidente da Pantone, a cor do ano “Peach Fuzz” se relaciona com a nossa necessidade de carinho, bem como o desejo por um mundo mais pacífico, transmitindo sensação de acolhimento e harmonia.

 

Será que podemos considerar esse relato um spoiler de uma tendência que teremos ao longo do próximo ano?

 

20 visualizações0 comentário
bottom of page